Selecione seu estado:

Selecione a universidade:

Selecione a universidade:

Selecione a universidade:

Selecione a universidade:

Selecione a universidade:

Selecione a universidade:

Selecione a universidade:

Selecione a universidade:

X
Nome:
Sobrenome:
E-mail:
Celular:
Telefone:
Deseja receber informações sobre o FIES?
Sim
Não
Conheça algumas facilidades do FIES:
  • Financia até 100% do valor da mensalidade do seu curso
  • Juros baixos (menos de 0,3% ao mês)
  • Disponível a todos: Em até 20 dias o crédito é aprovado
  • Pague até R$ 50,00 por trimestre
  • 18 meses de carência, após formado, para começar a pagar
  • Pague em até 3 vezes o período
    financiado + 12 meses
    (Cursos de 4 anos x 3 = 12anos +12 meses)
Conheça as universidades da Rede Laureate no Brasil
O que é o FIES

Criado em 1999 para substituir o Programa de Crédito Educativo - PCE/CREDUC, o FIES - Financiamento Estudantil - já beneficiou mais de 560 mil estudantes, com uma aplicação de recursos da ordem de R$ 6,0 bilhões entre contratações e renovações semestrais dos financiamentos.

Trata-se de um Programa destinado a financiar, prioritariamente, a graduação no Ensino Superior de estudantes que não têm condições de arcar com os custos de sua formação e estejam regularmente matriculados em instituições não gratuitas, cadastradas no Programa e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC.

Após o atendimento prioritário aos cursos de graduação, havendo disponibilidade de recursos e autorização do Agente Operador do Programa, o FNDE, o FIES poderá financiar também cursos de mestrado e doutorado e cursos técnicos de nível médio.

A partir de 2005, o FIES passou a conceder financiamento também aos bolsistas parciais, beneficiados com bolsa de 50%, do PROUNI - Programa Universidade para Todos. Apenas para este público já foram realizadas mais de 9,2 mil contratações.

O FIES é um dos programas do Governo que apresenta o maior padrão tecnológico. Praticamente todas as operações do processo, iniciando-se pela adesão das instituições de ensino, passando pela inscrição dos estudantes e divulgação dos resultados e entrevistas, tudo é realizado pela Internet.

Esta modernidade representa comodidade e facilidade para todos os seus participantes, além de garantir a confiabilidade e transparência a todo o processo, o que vai ao encontro da missão da CAIXA ECONÔMICA FEDERAL de dar maior efetividade às políticas públicas do Governo Federal.

Como Solicitar?
Para participar do FIES, os estudantes interessados devem estar regularmente matriculados em cursos de graduação não gratuitos que tenham obtido avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES) e que sejam oferecidos por instituições de ensino superior participantes do Programa e a partir daí, deve seguir as seguintes orientações:
Importante
O Fies é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação na educação superior de estudantes matriculados em instituições não gratuitas. Esse financiamento está condicionado ao limite de recurso disponível da mantenedora no momento da inscrição do estudante, de acordo com as Portarias do MEC ns. 1 e 10 de 2010, bem como Lei 10.260/2001, todas disponíveis no site do Ministério da Educação. Consulte toda a regulamentação no seguinte link: http://sisfiesportal.mec.gov.br/legislacao.html
Preencher a ficha de inscrição on-line, disponível aqui
 
Validar, dentro de 10 dias, suas informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA:) entregando a documentação necessária.  Clique aqui e saiba quais são os documentos solicitados. O prazo é contado após você concluir o preenchimento da ficha de inscrição on-line. Neste momento, o aluno deverá estar matriculado. Agendar o dia e horário para levar os documentos necessários para validação na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (clique aqui para acessar o sistema de agendamento). Validar, dentro de 10 dias, suas informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA:). entregando a documentação necessária.  Clique aqui e saiba quais são os documentos solicitados. O prazo é contado após você concluir o preenchimento da ficha de inscrição on-line. Neste momento, o aluno deverá estar matriculado.
 
Ir até uma agência do Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal e apresentar a DRI emitida na instituição de ensino conforme o prazo estabelecido neste documento. Neste momento, deve ser entregue também a documentação do fiador, caso haja
 
Após assinar o contrato, entregue o original do mesmo na CPSA para cadastramento junto à Instituição e aproveite o benefício.
Etapas do FIES
Feito em três etapas:
Fase de utilização

No período de duração do curso, você poderá pagar até R$50,00 por trimestre, se financiar 100% do seu curso superior. A taxa é referente ao pagamento de juros incidentes sobre o financiamento.

Fase de carência

Nesta mesma situação de financiamento do curso todo, após concluí-lo, você terá 18 meses de carência para recompor seu orçamento. Neste período, também pagará o valor máximo de R$ 50,00 a cada três meses.

Fase de amortização

Depois do período de carência, o seu saldo devedor será parcelado em até três vezes o período financiado do curso, acrescido de 12 meses.

Recentemente, foi anunciada uma medida que permite o alongamento do prazo de financiamento dos contratos firmados até 14 de janeiro de 2010. A parcela mínima do refinanciamento será de R$ 100,00 de acordo com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).
Cursos Elegíveis
Escolha a Universidade da Rede Laureate no Brasil e confira os cursos elegíveis para o financiamento.
Dúvidas Frequentes

Até quando posso solicitar o financiamento?
Você pode se inscrever no FIES em qualquer período do ano, sendo que o financiamento é sempre para o semestre letivo.

Há um percentual mínimo a ser financiado?
Sim. O percentual mínimo de financiamento pelo FIES é de 50% (cinquenta por cento) do valor dos encargos educacionais cobrados do estudante por parte da instituição de ensino.

Há um percentual máximo a ser financiado?
Alunos com renda bruta familiar até 10 salários Mínimos:
    100% - mensalidade => 60% da renda
    75% - mensalidade => 40% da renda
    50% - mensalidade => 20% da renda
Alunos com renda bruta familiar entre 10 e 15 salários mínimos:
    75% - mensalidade => 40%
    50% - mensalidade => 20%
Alunos com renda bruta familiar entre 15 e 20 salários mínimos:
    50% - mensalidade => 20%